Como um core fraco pode estar influenciando nas suas dores e lesões

Atualizado: Jul 26


Dor nas costas e core fraco

Pois é… prestar atenção ao core não é por uma questão meramente estética e sim por uma necessidade de saúde. Um core instável e fraco predispõe lesões e dores não apenas na região da coluna mas em todo corpo até mesmo em membros superiores e inferiores.

Mas como o core influencia na saúde de pernas e braços?

Imagine a cinta do core proporcionando estabilidade ao seu tronco e em toda região central do seu corpo. Quando movemos pernas e braços no dia a dia ou em algum esporte mais específico, precisamos distribuir a sobrecarga do movimento para essa estrutura central.

O core distribui as forças e energia sem sobrecarga muscular, prevenindo lesões em qualquer tipo de atividade física. Há muitos casos em que lesões nos ombros ou joelhos podem ser secundários à falta de estabilidade e fortalecimento dessa região.

Pense no seu core como uma garantia de maior distribuição de carga, amortecimento de impacto e estabilidade para os impactos. Lembre-se que a ativação neuromuscular e o fortalecimento são fundamentais e devem ser trabalhados em conjunto.

Dor nas costas x fraqueza do core

Quem sente dores na lombar tem um prejuízo na estabilidade do segmento central e comprometimento no controle de ativação dessa musculatura, gerando movimentos inadequados, traumas repetidos aos tecidos e ativação da dor. Uma cinta enfraquecida é um centro de força do corpo e uma coluna instáveis.

Um dos métodos mais completos que utilizam o fortalecimento do core é o Pilates. O Pilates tem o objetivo de proporcionar o fortalecimento, controle muscular, bem como a flexibilidade, auxiliando na melhora da postura e incentivo aos padrões de movimento funcional.

Quando bem aplicado, é eficiente em restaurar a função da coluna lombar e prevenir o surgimento de lombalgia. É um método importante tanto para pessoas sedentárias que ficam muito tempo sentadas na mesma posição, quanto pessoas ativas que já praticam algum tipo de atividade física.

Antes de iniciar um programa de exercícios, procure sempre por um profissional da área da saúde para avaliação e orientação adequada. Em caso de sintomas, consulte seu médico e fisioterapeuta antes de iniciar por conta própria qualquer tipo de exercício de fortalecimento do core.


Juliana Satake, Fisioterapeuta pela Unifesp sócia da Clínica La Posture

Renata Luri, Fisioterapeuta doutorada pela Griffith University