Operei meu menisco, e agora?

O que é o menisco?

O menisco é uma estrutura formada por cartilagem fibrosa (fibrocartilagem) em formato de “meia-lua” que fica entre os dois ossos do joelho (fêmur e tíbia).


Para que servem?

Eles são muito importantes para o joelho pois tem a função de amortecedores,

como uma mola, ajudando a absorver e distribuir melhor o impacto que os joelhos recebem, além disso, os meniscos também atuam na estabilidade e na lubrificação do joelho.


Menisco lateral e medial

Cada joelho possui dois meniscos: o menisco medial (parte de dentro do joelho) e o menisco lateral (parte de fora do joelho). O medial, por ser mais fixo, fica mais sujeito a sobrecarga e lesões, já o lateral, por ser mais móvel, apresenta mais capacidade de se adaptar às mudanças de movimento e, consequentemente, tem menor incidência de lesão.


Outro ponto importante que você precisa saber é que o menisco não é muito vascularizado, ou seja, não chega muito sangue no menisco, por esse motivo, isso impacta diretamente no tratamento, pois se não chega muito sangue, a capacidade de cicatrização é menor.


Lesão no menisco

A maioria das lesões traumáticas no menisco acontecem devido a movimentos de torções (manter o pé fixo no solo e rodar o tronco), impacto direto (choque direto numa dividida de bola, pancadas) ou movimentos que há muita flexão de joelho (agachamento muito profundo).


Normalmente, as rupturas no menisco lateral são decorrentes de impactos diretos e bruscos, já as lesões de menisco medial se desenvolvem ao longo de um tempo, por causa de movimento repetitivos e sobrecarga.


Sinais e sintomas

Os principais sintomas de uma lesão de menisco são dor, inchaço e sensação de “travamento” no joelho, com dificuldade para esticar e dobrar o joelho.


Diagnóstico

O diagnóstico é feito baseado no histórico e queixa do paciente, associado a um exame clínico detalhado no qual são feitos alguns testes que são indicativos de lesão de menisco. Além do exame clínico, o exame de imagem por ressonância magnética tornou-se o exame ‘’padrão-ouro’’ no diagnóstico por imagem de lesão meniscal e auxilia não só na identificação do local e do tipo de lesão do menisco, como também de possíveis lesões associadas, como de ligamentos ou cartilagem.


Tratamento

Quando a lesão é pequena e não causa muita dor e limitação para o paciente, o tratamento conservador é recomendado. O tratamento conservador consiste em uso de medicamentos analgésicos e antiinflamatórios prescritos pelo médico, gelo, repouso e fisioterapia para estabilizar o joelho.


Quando o tratamento conservador não apresenta resultados satisfatórios, o tratamento cirúrgico é recomendado.


O tempo total de recuperação de uma lesão de menisco varia muito com a causa do problema, sua gravidade, estado de saúde geral do indivíduo e tipo de cirurgia. O processo de reabilitação pós operatória dura em torno de um a três meses, porém pode se prolongar por quatro a seis meses do pós-cirúrgico, dependendo da técnica utilizada na cirurgia.


Como é o pós-operatório de uma cirurgia de menisco?

As primeiras semanas são as mais difíceis. Normalmente o paciente recebe alta no mesmo dia ou no dia seguinte da cirurgia e é orientado quanto aos cuidados em casa. O uso de muletas e imobilizador podem ser indicados, variando de acordo com a abordagem e médico. O gelo é muito indicado nessa fase para diminuir do e inchaço.


Fisioterapia

Na maioria dos casos a fisioterapia começa uma semana após a cirurgia. Inicialmente a fisioterapia realizará recursos antinflamatórios e analgésicos, auxiliará no ganho e movimento, ativação muscular e treino de marcha.


Posteriormente irá progredir para exercícios com maior resistência para fortalecimento e estabilização do joelho, além de introduzir exercícios proprioceptivos e funcionais quando chegar o momento. Na última fase são realizados exercícios mais intensos e relacionado ao esporte, caso seja do interesse do paciente.


É importante reforçar que para cada fase há critérios que devem ser cumpridos em relação da dor, edema, força muscular, amplitude e qualidade do movimento, tempo de cirurgia e liberação médica para que haja a evolução adequada dentro da fisioterapia.


Se você possui algum sinal ou sintoma de lesão no menisco, procure um especialista para diagnóstico!

Agende sua consulta de fisioterapia na Clínica La Posture