Massagem terapêutica, um auxiliar para reduzir o estresse e amenizar contraturas



Na classificação de terapias complementares proposta pelo National Center for Complementary and Alternative Medicine, a massagem pertence à categoria das terapias mente-corpo. A ciência aponta a cascata de efeitos fisiológicos que ocorrem com o toque terapêutico na pele:

  • inibe a dor: o estímulo tátil inibe a condução de informações de dor - uma inibição competitiva da dor e do toque

  • estimula emoções positivas: o toque é interpretado pelo cérebro em uma região próxima que evoca às emoções. Dados de ressonância magnética sugerem que a massagem com pressão moderada atinge regiões do cérebro, incluindo a amígdala, o hipotálamo, e todas as áreas envolvidas em estresse e regulação emocional

  • libera hormônios: endorfina que atua na dor, ocitocina, o hormônio que gera bem-estar, serotonina que gera prazer

  • estímulo vagal: redução da pressão arterial, redução da frequência cardíaca, redução de cortisol, o hormônio do estresse

  • melhora imunidade: o sistema imunológico é estimulado com a liberação de mediadores

  • proporciona qualidade de sono: liberação hormonal atua na melhora do padrão de sono e relaxamento

  • reparo muscular: efeito benéfico da massagem na percepção de dor muscular, melhora da circulação sanguínea e menor elevação dos marcadores de dano muscular após um exercício intenso, por exemplo. Lembre-se que existem diferentes tipos de massagem ou terapia manual, hein! E há diferenças entre fazê-las antes, durante ou depois de um exercício.

Os benefícios da massagem vão muito além:

Pesquisas comprovam o papel do toque terapêutico na diminuição do nível de açúcar em pessoas com Diabetes Mellitus, redução da pressão arterial em hipertensos e até na melhora do quadro depressivo em pacientes com transtornos de humor.


O relaxamento do corpo se relaciona ao relaxamento da mente:

De modo geral, na massagem atua-se no corpo para garantir esse maior padrão de relaxamento, permitindo a liberação de hormônios de bem-estar a nível central e desfazendo os nódulos de tensão muscular para estimular a circulação sanguínea local.

O melhor da massagem é que o paciente é um sujeito passivo de um tratamento e pode de fato, relaxar e não pensar em nada! Os benefícios da massagem já são obtidos a curto prazo e pode ser o reset que faltava para você reaprender a se reconectar com o corpo e consequentemente, com a mente.

Em meio aos altos níveis de estresse, vale a pena experimentar diferentes técnicas e métodos de massagem feitas por um massagista ou um fisioterapeuta, ou até investir em uma auto-massagem.

Lembre-se que cada profissional irá atuar de forma distinta e cada técnica de massagem proporcionará diferentes resultados.

Caso sinta dores crônicas, ou seu humor esteja impedindo que você tenha qualidade de vida. Não hesite em procurar um profissional de saúde para maior respaldo.


Juliana Satake - Fisioterapeuta Especializada pela Universidade Federal de São Paulo

Renata Luri -Fisioterapeuta Doutora pela Universidade Federal de São Paulo