Você realmente sabe o que acontece com seu corpo quando sente dores?



Você sabia que no mundo inteiro, 80% das consultas são realizadas por pessoas buscando tratamento para tratar dores? Ainda, no Brasil, cerca de 20% da população convive com algum tipo de dor de difícil resolução, a dor crônica.


Mas você sabe reconhecer os efeitos da dor no seu corpo?

Estudos mostram como seu corpo reage ao estímulo da dor:

  • Taquicardia, arritmias, aumento da pressão arterial

  • Diminuição da saturação de oxigênio e respiração superficial e curta

  • Agitação, ansiedade e sudorese

  • Além disso, quando sentimos dor, entramos em estado de alerta. Em resposta, o corpo reage na tentativa de se combater a dor, libera substâncias chamadas endorfinas (semelhantes à morfina) para inibir a dor

O grande problema no caso da dor crônica ocorre devido ao tempo prolongado nesse estado constante de sinalização, sensibilização e alerta. Essa dor tem como característica ocorrer de forma recorrente, persistente, e com tempo de duração de, pelo menos, 3 meses. O que pode levar a alterações eletroquímicas no sistema nervoso central alterando a sensibilidade a sinais e resistência a mecanismos e substâncias que inibem a dor.


Estudos mostram o que ocorre no corpo de quem tem dor crônica: aumento os níveis de cortisol, alterações no padrão de sono, modificações no humor, ansiedade, estresse, depressão e uma queda significativa na qualidade de vida em todos os aspectos


Caso tenha dores crônicas, busque tratamento adequado


Juliana Satake Fisioterapeuta pela Unifesp na Clínica La Posture

Renata Luri Fisioterapeuta Doutora pela Unifesp