Tratamento laser na amamentação

Atualizado: há 6 dias

Durante o puerpério, a cicatrização das lesões mamilares se tornam difíceis por conta da própria amamentação contínua e sucção do bebê. Nessa área há a maior propensão às infecções e obstrução de ductos. Além disso, a dor pode se tornar um fator que leva muitas mulheres a abandonarem a amamentação. Por isso, é importante intervir de forma precoce para aliviar a dor e promover a cicatrização adequada dessas lesões de forma mais rápida e eficiente possível e assim, evitar complicações ainda maiores.

Um tratamento que tem se destacado na área médica e melhora de mamilos dolorosos é a terapia com laser de baixa intensidade ou potência. Segundo a doutora em laserterapia pela Unifesp, Renata Luri: “O laser é eficaz no alívio de dores, modulando a inflamação, acelerando o metabolismo celular e consequentemente a cicatrização de feridas. Além de ser um tratamento indolor, rápido, não invasivo e seguro.”


A fisioterapeuta especializada em Obstetrícia, Angela May, relata que os próprios médicos têm feito o encaminhamento para a fisioterapia às puérperas para podermos ajudar nessa fase de cicatrização de mamas, episiotomia, melhora de edema do períneo e alívio de dores nessas regiões.

O laser é um tratamento eficaz e que mostra resultados na melhora de sintomas em poucas sessões e pode ser usado até a remissão de lesões. O protocolo, tempo de tratamento e a frequência dependerá de cada caso.