• Clínica La Posture

Clube da suculenta



La Posture: Como surgiu o seu interesse pelas plantas?

Clube da Suculenta: Sou arquiteta, e trabalhava no Itaim Bibi dentro de um escritório, em frente à um computador. A verdade é de que nunca gostei de trabalhar desta forma. Na faculdade sempre preferi papel e canetinha do que à tecnologia. Também sempre fui mais ligada ao paisagismo. Meu marido que sempre me apoiou, um dia me fez uma pergunta, e foi aonde tudo mudou. Ele perguntou se eu estava feliz e se eu realmente queria continuar no escritório. Eu disse que meu sonho era ter algo relacionado a plantas, paisagismo e sustentabilidade. Na época estava começando os terrários de suculentas. Então foi com eles que comecei minha história. No outro dia fui ao Ceagesp, comprei várias suculentas, vasos e terra, sem saber muito como fazer. Era quase natal, e eu fiz um monte de arranjinhos, tirei fotos e mandei nos grupos de família e amigos. Todos amaram, e já começaram a encomendar. Fora que eu presentiei todo mundo com plantinhas rsrsrs. A partir daí me dediquei, estudei e fui fazendo cursos. Criando e adquirindo minha própria técnica. Quando vi eu mesma já estava criando cursos para pessoas que também queriam trocar de vida, ou ter as plantas como um hobby. Pouco tempo depois comecei a fazer um projeto ou outro de paisagismo para dentro das casas de conhecidos, e comecei a sair um pouco do mundo das suculentas.


Ali minha paixão por plantas em geral já era nível hard. Minha casa já havia sido tomada por vasos e plantas. Chamávamos de mini floresta. Minha própria casa foi a minha escola, em tempo integral, e ainda é. Todo dia aprendo coisas novas, cuidando delas. Então passei a criar cursos e montar mais arranjos diversificados. Com algumas técnicas para deixar os arranjos mais duradouros e saudáveis por anos. Comecei a participar de cursos mais profissionais e técnicos para aprimorar meu conhecimentos, até curso de botânica já concluí.


Então juntei tudo que aprendi na faculdade e ao longo dos anos, e hoje estou começando a realizar um sonho. Viver financeiramente apenas com as plantas. Eu e meu marido nos mudamos para um sítio, no interior de SP, e acabamos de ter um filho. Estamos mais conectados à natureza do que nunca. O meu crescimento foi muito natural, começou com suculentas em mini arranjos, e agora trabalho com plantas ornamentais. Principalmente para dentro de casa. Faço consultorias e projetos, para apartamentos e realizei cursos que vendo em meu site. meu próximo passo é, trazer pessoas que assim como eu ama a natureza, aqui para o sítio e fazer uma vivência e experiência única. Aonde quero passar todo meu conhecimento, e mostrar um pouco de tudo aqui onde eu vivo.


La Posture: Você acredita que o interesse das pessoas pelas plantas e o conceito urban jungle aumentaram nesse período de isolamento? Se sim, por que você acha que isso ocorreu?

Clube da Suculenta: Eu conheci este conceito ‘urban jungle’ assim que comecei a criar a minha florestinha em casa há uns 2 ou 3 anos atrás. Como sou arquiteta, notei que mais do que agrupar plantas. Era necessário uma volumetria legal, combinação de cores e espécies, sempre cuidando de cada necessidade de cultivo. Foi aí que descobri que tudo isso era a famosa urban jungle, e então comprei o livro dos idealizadores Igor Josifovic e Judith de Graaff. E descobri o “bando de loucos” por plantas que existem. Com o tempo vi que esse universo estava crescendo muito, e até criei em meu canal do youtube, com uma série chamada ‘Floresta Urbana’, que ajuda as pessoas a criar esses cantinhos. Quando começou o isolamento, eu já estava trabalhando nesse universo e vendendo plantas com vasos, exatamente neste conceito. Achei que as vendas iriam diminuir. Mas surpreendentemente aumentou e muito, dobrou as vendas. Na minha visão, com mais tempo em casa, as pessoas passaram a valorizar mais o contato com a natureza. Talvez elas tenham percebido a necessidade de estarem conectadas a natureza.


Além disso passaram a sentir prazer de decorar e cuidar mais do lar. Passando a querer ter mais verde em casa. O conceito explodiu, principalmente entre jovens que moram sozinhos.


La Posture: Como você acredita que as plantas e o cuidado com a casa podem ajudar as pessoas a ter mais bem-estar em tempos de pandemia?

Clube da Suculenta: Acredito que para muitos ficar em casa em isolamento trouxe algumas preocupações, e doenças como depressão e ansiedade. E ser mãe de plantas. Possuir mais verde em casa, pode ajudar de alguma forma, principalmente na melhora dessas questões. Além de ser um passatempo, para muitos é uma terapia, limpar cada folha, observar como elas se comportam, vibrar a cada flor e folha que nasce. Estar mais conectada a natureza de uma certa forma. Plantas, com certeza trazem vida e alegria ao espaço. Além de melhorar qualidade do ar.

UNIDADE IPIRANGA

Rua Correia Salgado,97 - São Paulo/SP

(a 600m do metrô Alto do Ipiranga)

Pilates, Personal, Yoga,

Fisioterapia & Nutrição

UNIDADE SANTA CRUZ 

Rua Santa Cruz, 2251 - São Paulo/SP

(a 500m do metrô Alto do Ipiranga)

Pilates

AGENDE O SEU HORÁRIO

(Necessário agendamento prévio)

©2020 by Clínica La Posture. RE 10869 - RE 1107074