A dor no púbis é mais comum do que você imagina


A pubalgia é caracterizada por dor e desconfortos em torno do osso do púbis, com irradiação para a parte interna da coxa,regiões da virilha e para parte inferior do abdômen, podendo levar à perda funcional e à fraqueza muscular.

  • dor à palpação na região

  • dor crônica na área do púbis

  • piora em movimentos de flexão do tronco

  • piora em exercícios abdominais

  • piora quando se apoia em um pé só

  • dor ao fazer força de adução (fechar coxas)

Normalmente as dores se iniciam de forma leve e, evoluem interferindo em atividades do dia a dia. Pode acometer atletas de alto rendimento, mas é cada vez mais comum a procura por tratamento em pessoas que se lesionam em práticas esportivas recreativas. No geral, é recorrente em pessoas que praticam esportes que necessitam de arrancadas, mudanças bruscas de direção, chutes e corridas frequentes.

Prevenção

Ser atleta de final de semana não é a chave para se manter com longa vida no esporte e nem garantia de saúde!


Invista em atividades físicas orientadas - complemente sua prática esportiva com orientação adequada de um profissional para o fortalecimento dos músculos. Exercícios de controle de quadril e controle lombo-pélvico são essenciais quando bem realizados.


Respeite seu corpo e o tempo para ele se recuperar! Caso tenha jogos ou uma rotina intensa de treinamentos, vale investir em sessões de recuperação - conhecidos como Recovery (Recovery LA POSTURE) – com a liberação miofascial, a mobilização articular ou algum método para diminuir o estresse fisiológico do corpo.


Tratamento

Ao contrário do que se pode pensar, o tratamento cirúrgico não é superior. Isso é, vale considerar o tratamento conservador e não cirúrgico, como primeira linha de tratamento antes de se submeter a qualquer procedimento que seja invasivo.


O tratamento na fase inicial consiste em repouso, fisioterapia e tratamento medicamentoso. O trabalho de fortalecimento da musculatura adutora, flexora, rotadores internos, externos, estabilizadores e musculatura lombo-pélvica é parte de uma recuperação efetiva, além disso, o treino neuromuscular, a reeducação postural e o treino do gesto esportivo são importantes para o retorno ao esporte.


Clínica La Posture